top of page

Coimbra: esta loja-oficina é para amantes do papel- Antiga Loja-oficina


A Chronospaper é um projeto do casal Maria e Carlos Ferreira assente na convicção de que o tempo do papel não vai passar. Em junho, o casal mudou a sua loja-oficina da Praça do Comércio para a Rua Adelino Veiga, também na Baixa. Na Chronospaper, trabalha-se entre livros, ferramentas e uma televisão com a mensagem read instead (lê em vez disto).

Há cadernos de vários materiais e feitios. Alguns cadernos são inspirados na encadernação medieval, têm capa de pele de carneira e papel artesanal, feito com fibras de calças de ganga. Os responsáveis pela Chronospaper procuram, «com ideias antigas, fazer coisas diferentes, para hoje». Para lá do balcão fica a oficina, onde decorrem os trabalhos de restauro e encadernação, encomendados por particulares e instituições. Uma encadernação leva, no mínimo, sete horas, podendo a gravação levar outras sete, dependendo da decoração. Já houve um livro que demorou quatro meses a restaurar. Os valores para este tipo de trabalhos são definidos caso a caso. https://www.evasoes.pt/o-que-fazer/coimbra-esta-loja-oficina-e-para-amantes-do-papel/652118/

Percorra esta fotogaleria para conhecer a Chronospaper, em Coimbra. Na fotografia, a oficina onde são feitos trabalhos de encadernação e restauro de livros. Fotografias: Maria João Gala/GI

Carina Fonseca 25/02/2019 A Chronospaper, na Baixa de Coimbra, é um paraíso para quem procura cadernos e álbuns especiais, de inspiração medieval ou com ar mais moderno. E ainda faz restauro de livros e encadernação.

É uma loja oficinal para amantes do papel, o qual está longe de ter fim, garante Maria Ferreira, a encadernadora profissional por trás da Chronospaper, um projeto que divide com o marido, Carlos. Essa convicção de que o tempo do papel não vai passar reflete-se no nome da marca e no logótipo, que integra o símbolo do infinito. Em junho, o casal deixou a Praça do Comércio e foi para a Rua Adelino Veiga, também na Baixa. É lá que trabalha agora, entre livros, ferramentas e uma televisão com a mensagem read instead (lê em vez disto). Os produtos à venda são, essencialmente, da Chronospaper, que recorre a técnicas de encadernação tradicional, não se limitando a olhar para trás. Maria e Carlos procuram, «com ideias antigas, fazer coisas diferentes, para hoje». Há cadernos de vários materiais e feitios. Uns são inspirados na encadernação medieval, têm capa de pele de carneira e papel artesanal, feito com fibras de calças de ganga; outros, de ar mais contemporâneo, apresentam motivos ligados à moda e um elástico com botão, a lembrar uma liga de senhora. Álbuns, livros de honra, postais, artigos de papelaria, moinhos de vento e flores de papel, brincos e colares completam a oferta, que também inclui alguns artigos de outros autores e marcas. Para lá do balcão fica a oficina, onde decorrem os trabalhos de restauro e encadernação, encomendados por particulares e instituições. Ali faz-se restauros de livros do século XVI e até anteriores – chamam-se incunábulos, os primeiros livros impressos em tipografia. São tarefas manuais que exigem tempo e minúcia. Uma encadernação leva, no mínimo, sete horas, podendo a gravação levar outras sete, dependendo da decoração. E já houve um livro que demorou quatro meses a restaurar. Os valores variam muito, são definidos caso a caso. Maria diz que «cada livro é um desafio». Ela aí está, para encontrar as soluções. Reproduzir Workshops e formação A Chronospaper recebe workshops, que podem ser de origami, de papel marmoreado, e ter outros temas ligados ao papel ou à pele. Também dá formação em encadernação, conservação e restauro de livros, desde que se marque com seis meses de antecedência. CHRONOSPAPER MORADA Rua Adelino Veiga, 51, Coimbra TELEFONE 239106424 HORÁRIO Das 09h00 às 12h00 e das 13h00 às 19h00 horas. Encerra ao domingo. CUSTO () Cadernos a partir de 1,50 euros; restauro a partir de 7,50 euros; encadernação a partir de 30 euros.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page